5 RAZÕES PORQUE MINHA STARTUP DEVE SE PREOCUPAR COM O IDIOMA INGLÊS HOJE !!!


5 RAZÕES PORQUE MINHA STARTUP DEVE SE PREOCUPAR COM O IDIOMA INGLÊS HOJE!!!

PRIMEIRO VAMOS ENTENDER O QUE SÃO AS STARTUPS E ONDE ELAS ESTÃO INSERIDAS


STARTUP, pela definição mais comum, é considerada como um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.


As STARTUPS estão inseridas no ecossistema da inovação, seja sua inovação disruptiva ou complementar, trazendo e ofertando algo novo ao mercado. A forma mais comum de analisar o mercado que uma STARTUP pretende atuar é através da mensuração TAM, SAM e SOM.

  • TAM (Total Available Market) ou Mercado Total

  • SAM (Serviceable Available Market) ou Mercado Endereçável

  • SOM (Serviceable Obtainable Market) ou Mercado Acessível


Essa análise ajuda bastante a traçar estratégias de penetração de mercado a curto, médio e longo prazo. O mais comum para as STARTUPS é começar oferecendo seus serviços para o mercado local, com projeção a nível nacional. Considerando que o Brasil possui a 5ª maior população do mundo, faz muito sentido projetar sua jornada no mercado nacional.


MAS PORQUE ENTÃO MINHA STARTUPS PRECISA SE PREOCUPAR COM O IDIOMA INGLÊS?

Muitas são as razões pelas quais as STARTUPS precisam investir no IDIOMA INGLÊS com frequência. Neste artigo nós da ENGLISH4 Startups listamos 5 razões importantes que muitas dessas empresas ignoram.


1. Product Market Fit

O estudo Causas da Mortalidade de Startups Brasileiras, elaborado pelo Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da Fundação Dom Cabral, estima que pelo menos 25% das startups morrem no primeiro ano e 50% delas já estão mortas até o quarto ano de vida. Esses índices diminuiriam se mercados internacionais fossem mais explorados.


Uma das grandes oportunidades desperdiçadas é não divulgar sua empresa, produtos e serviços também no idioma inglês. É um grande equivoco acreditar que se um produto ou serviço não demonstre ter Market Fit no Brasil, o mesmo não terá Market Fit em outro país


Ter o idioma inglês como segunda lingua na comunicação da sua STARTUP pode despertar e abrir portas para gerar ofertas em outros países.


2. Aprendizado Global

É clichê dizer que o idioma inglês te abre portas para o mundo. Parece óbvio, mas é na prática que a STARTUP se da conta da oportunidade de aprendizado imensurável que tem disponível para auxiliar no crescimento da empresa, a partir do momento que consegue aprender como os cursos e programas internacionais em inglês que ajudam a STARTUP a se posicionar e crescer. Cada pessoa da empresa, seja um(a) empresário(a) ou funcionário(a), C-Level, administrador(a) ou colaborador(a), se beneficia dessa vantagem.


A organização Y-Combinator, por exemplo, possui um programa gratuito chamado Startup School onde você aprende passos importantes para desenvolvimento de Startup, faz networking com diferentes pessoas do mundo e se desejar busca sócios internacionais no sistema de Co-Founder Matching da plataforma.


Segundo dados atualizados em 2021, 60,4% de todo o conteúdo digital disponível na internet esta escrito no idioma inglês. Esses dados é uma compilação da W3Techs e outras empresas com base nas 10 milhões de páginas da web mais visitadas, o que comprovam que o inglês é de longe o idioma mais usado na web.


3. Investidores Internacionais

Se você faz parte de uma STARTUP, você já deve ter lido ou ouvido exemplos de empresas e investidores internacionais investindo em STARTUPSBRASILEIRAS. Sejam ofertas de aquisição, participação, rodadas de investimento, investidores anjo ou outro perfil, se a sua empresa tem uma ótima solução para um determinado problema que desperte o interesse do mercado, somente o idioma te separa de explorar negociações de investimento.


Isto sem mencionar nos programas internacionais de incubação, aceleração e/ou imigração para o exterior. O termo Mindset, tão difundido e por vezes ironizado entre a comunidade de STARTUPS, nos ajuda nessa contextualização, onde diferimos o "pensar local" para um Mindset Global.


4. Ganhos em moedas internacionais

Em 2021 o Brasil caiu para a 12ª maior economia do mundo. Já estivemos melhor posicionados e essa estatística traz junto um fator preocupante. Estamos perdendo mercado para competidores internacionais.


Pensem a respeito, grandes e-commerces como a Amazon, Americanas e Alibaba estão vendendo produtos internacionais com a facilidade de um clique. A expansão das negociações internacionais já esta acontecendo de forma simples e fácil, porém essa não é uma via de uma mão só.


Exportar produtos e serviços brasileiros para um mercado global hoje é uma realidade que poucos exploram e o que é melhor, receber em moedas fortes, como o dollar, euro ou libra, faz as oportunidades de faturamento da empresa se tornar muito mais atrativos, o que justifica de longe viabilizar investimentos para tornar essa oportunidade em uma realidade.


5. Know-how no mercado local

Quando se pensa e se age global, a percepção da sua STARTUP vinda de leads, clientes, fornecedores, concorrentes, stakeholders, etc ... e da sociedade como um todo é mais valorizada.


É fácil perceber essas mudanças na forma como o mercado interpreta essa informação, produtos e serviços tem uma melhor aceitação do público, o que abre possibilidades de crescimento da empresa.


Além disso, aprimora a cultural interna da empresa, onde gestores e colaboradores tem uma sentimento participativo na internacionalização e se sentem mais estimulados em explorar o mundo dos negócios e suas oportunidades.


CONCLUSÃO

Se preocupar com o idioma inglês na STARTUP não é só no aprendizado individual e coletivo da empresa, mas nas ações estratégicas e operacionais que a compõem no dia-a-dia, seja na divulgação de seus produtos e/ou serviços, seja na sua identidade perante o mundo.


Mas então eu preciso fazer todas as ações da empresa de forma bilingue? Não!!! A menos que a sua empresa esteja já fazendo ofertas diretas de todo o seu portfólio ao exterior, ter um mínimo de divulgação em inglês no website e ter uma equipe interna preparada para se comunicar, receber oportunidade advindas da internet é um passo barato e inteligente de se investir. Tão importante quanto aprender é fazer uso-fruto do idioma.


Se a sua STARTUP ainda não se preparou para o mercado internacional,

confira nosso curso STARTUP ENGLISH | First Steps !!!

Faça sua inscrição hoje mesmo que nós te ajudaremos a se preparar para o mundo dos negócios internacionais!


Autoria: Alexandre Noronha